Crea a tú ruta
Eventos do mes
L
M
M
X
V
S
D
     1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
      
Hoxe é 26 de Xuo do 2019
Actividades destacadas
Ruta do Viño Valdeorras > Novas > Valdeorras, a D.O. g....

Valdeorras, a D.O. galega com mais percentagem de “Grandes Ouros” na “Guia dos Vinhos da Galiza 2019”

O seu coordenador, Luis Paadín, vem de apresentar a nova edição desta guia na sede do conselho regulador valdeorrés
Entre as 400 páginas e mais de mil fichas de cata da “Guia de Vim-os, Destilados y bodegas da Galiza 2019” ( Paadín Eventos, #SL), que vem de sair à rua, cobram protagonismo as referências valdeorresas. “Nesta edição aumentamos em 20% o número de vinhos de Valdeorras e contamos com os das duas cooperativas. Sentimos-nos extremadamente respaldados”, assegurava o seu coordenador, Luis Paadín, na apresentação desta guia, celebrada na manhã de 14 de dezembro na sede do Conselho Regulador da D.O. Valdeorras, em Vilamartín.

Neste acto, estava acompanhado pelo presidente desta denominação, José Luis García Pando, quem valorou o trabalho realizado na guia e a sua “seriedade”, assim como “o facto de que não tenha publicidade, a diferença de outras”. Também agradeceu o detalhe de que cada ano “tenham a consideração de vir a apresentá-la à nossa denominação”.

No decurso da sua intervenção, Luis Paadín explicava os conteúdos desta guia que achega mais de mil fichas de cata de vinhos de toda a Galiza e que incrementa o número de vinhos catados com respeito à edição anterior. Ademais distingue, em função das melhores pontuações (entre 100 e 92 pontos com grandes ouros, 91-85 punts ouro e 84-80 pontos prata) a uma série de vinhos, entre os que figuram uns 121 vinhos (19 Grande Ouro, 70 Ouro e 32 Pratas) de 34 adegas de Valdeorras, que é ademais a denominação galega que regista uma maior percentagem de “Grandes Ouros”. “Na Galiza levamos 2.000 anos de história do vinho e Valdeorras é uma das comarcas com mais tradição e a primeira desta última etapa que começou a fazer os deveres antes que os demais”, ressaltava Paadín. Ademais incidia na “profundidade” dos vinhos valdeorreses e a capacidade desta zona para “meter a sua paisagem dentro de uma garrafa”.

As notas de cata desta guia são o resultado de uns 25 painéis de cata, com a participação de 47 catadores. Nas suas páginas também se achega informação sobre solos com xenuínos mapas edáficos, climáticos e pluviométricos (de vários anos) de cada D.O., “o qual é muito significativo para compreender a natureza de cada um dos vinhos e a diversidade das colheitas”, matiza Alejandro Paadín, com o-redactor da guia, também presente ao acto junto a Javier Paadín, #administrador documentário da obra.

Mais informação aqui

 14-12-2018
Compartir en